Tirar pessoas dos carros produz grandes benefícios para a saúde

21 de agosto de 2019

Um estudo feito pelo Instituto de Saúde Global de Barcelona (isGlobal), disse que a expansão das redes de ciclovias nas cidades pode proporcionar benefícios significativos para a saúde e economia.

O estudo, financiado pela União Europeia analisa dados de 167 cidades europeias e sugere que a extensão da rede de ciclovias está associada ao tipo de transporte escolhido, podendo aumentar a seleção da bicicleta como meio de transporte até 24,7% do total de viagens. Assim, com mais ciclovias, uma em cada quatro pessoas escolheria a bicicleta como meio de viajar diariamente .

Nas diferentes estimativas feitas pelos pesquisadores, os maiores benefícios para a saúde foram baseados no pressuposto de que as cidades tinham ciclovias em todas as ruas. Nesse caso, Londres poderia evitar até 1.210 mortes prematuras por ano, seguidas por Roma (433 mortes prematuras por ano) e Barcelona (248 mortes prematuras por ano). Só com um aumento de 10% na infra-estrutura de ciclismo também aumentaria significativamente o uso de bicicletas e evitaria 21 mortes prematuras em Roma, 18 em Londres e 16 em Barcelona.

Os pesquisadores também conduziram uma análise econômica para comparar o custo da expansão das redes de ciclovias com os benefícios econômicos estimados da mortalidade prematura evitável. Os resultados mostram que a melhor relação custo-benefício seria alcançada com um aumento de 10% na malha cicloviária, na qual a proporção de benefícios por euro gasto seria de 70 a 1 no caso de Roma, 62 a 1. em Zurique e 35 a 1 em Barcelona.

 

Fonte: revistabicicleta.com