6 dicas para ensinar seu filho a andar de bicicleta

10 de setembro de 2018

Começar a dar as primeiras pedaladas é algo que fica marcado na memória. Afinal, para muitos, é ainda na infância que descobrimos o prazer e as delícias de pedalar. Mas, nem sempre é uma tarefa fácil ensinar seu filho a andar de bicicleta.

Os tombos são inevitáveis, porém é possível tornar esse momento mais prazeroso e seguro. Quer saber como? Então veja as dicas bem bacanas que separamos!

1- Mantenha a calma e o bom humor

A primeira dica está relacionada com quem está ensinando a criança a pedalar. Mesmo que você esteja um pouco ansioso com a “missão”, é importante passar calma e tranquilidade para o seu filho. Caso contrário, ele poderá sentir medo e apreensão antes mesmo de subir na bike.

2- Escolha corretamente a bicicleta

O modelo certo é fundamental para quem está começando a pedalar. As crianças entre 2 a 5 anos, por exemplo, precisam de um modelo menor e que esteja de acordo com as suas características físicas. Nessa idade, a bicicleta de equilíbrio é uma ótima escolha.

Esse é um modelo de bike sem pedais ou rodinhas extras e permite que a criança dirija a bicicleta com os pés apoiados no chão. Conforme eles forem aprendendo a se equilibrar, vão começar a levantar os pés. Se a brincadeira ficar muito fácil, é sinal que já está na hora de investir em uma bike tradicional.

Outra opção conhecida são as bicicletas de rodinha. Nesse caso, vá acompanhando a evolução do seu filho. Comece erguendo uma rodinha e analisando o equilíbrio. Novamente, quando ficar muito fácil, é hora de tirar as duas rodinhas.

Não se esqueça ainda de medir corretamente o tamanho da bike (mesmo que seu filho já esteja pedalando sem rodinhas). É indispensável que a criança consiga apoiar os dois pés no chão, reduzindo os riscos de queda. Lembrando que os demais itens também precisam estar de acordo com o tamanho da criança, como altura do banco, distância do guidão e assim por diante.

3- Tenha paciência

Ninguém aprendeu a pedalar da noite para o dia, por isso tenha calma. Em geral, a criança pode demorar até 1 ano para conseguir ter coragem e equilíbrio suficientes para andar sem apoio sob as duas rodas.

É claro que com incentivo e dedicação o processo fica mais fácil. Lembre-se, contudo, que cada um tem o seu tempo. Aprender a pedalar é um processo gradual e é aos poucos que a criança vai entendendo o mecanismo de funcionamento e também reunindo coragem para tentar pedalar sem as rodinhas.

4- Proteja bem a criança

Como dissemos na introdução, os tombos de bicicleta são inevitáveis na infância. Todo mundo aqui, com certeza, tem uma história para contar de uma aventura quando era criança que não acabou assim tão bem.

Para evitar problemas, o ideal é proteger a criança com o uso de capacete, cotoveleira e joelheira. Nos dias mais frios, usar calça comprida e agasalho também ajuda a oferecer uma proteção extra.

Se o seu filho estiver protegido, ele poderá cair, mas conseguirá se levantar e recomeçar a pedalar, sem sofrer com isso.

5- Atenção aos locais onde vão pedalar

Outro ponto importante é ficar atento a onde você leva o seu filho para pedalar. O ideal é escolher trajetos mais planos, já que as subidas e descidas podem exigir uma dose extra de equilíbrio (algo ainda difícil para quem está começando).

Além disso, busque por locais sem muitos obstáculos. Os parques são ótimas opções, já que são ambientes mais abertos e planos. No começo, uma boa ideia é que os pais segurem na parte traseira do banco, guiando a bicicleta, mas deixando a criança livre para pedalar.

Mas, cuidado. Evite soltar o banco sem avisar, mesmo que perceba que seu filho já está pedalando com bastante equilíbrio. Essa atitude pode quebrar a confiança entre pai e filho. O ideal é ir encorajando a criança a andar sozinho, até que ela se sinta confiante para dar esse passo.

Outra dica ainda é nunca deixar a criança sozinha. Mesmo depois de soltar o banco, continue correndo ao lado do seu filho, motivando-o e também oferecendo um apoio caso ele se desequilibre.

6- Vigilância constante

Nada de deixar o seu filho pedalar sozinho enquanto ele ainda está aprendendo. Mesmo com a bicicleta com rodinhas podem existir riscos e é muito importante ter um adulto por perto.

Por isso, enquanto a criança ainda está aprendendo, o ideal é sempre acompanhar os passeios. E quando o seu filho começar a pedalar sem as rodinhas, investir nos pedais em família é uma ótima maneira de continuar de olho no equilíbrio da criança e ao mesmo tempo motivar a paixão pela bike.