6 coisas que estragam o pedal até o trabalho

19 de fevereiro de 2018

Poder ir e voltar do trabalho de bicicleta é um privilégio. Além de ser barato, você faz exercício, contribui com o meio ambiente e ajuda a diminuir o trânsito de veículos motorizados. No entanto, é preciso fazer alguns ajustes para garantir uma pedalada suave e um chefe contente. Aqui, listamos 6 coisas que estragam seu pedal até o trabalho:

  1. Não levar coisas importantes com você. É importante ter sempre um kit reparos e uma multi-ferramenta capaz de apertar parafusos e partes que possam se soltar durante o rolê, para que imprevistos possam ser fácil e rapidamente ultrapassados. Uma pequena bomba de mão também é indispensável.

    Há quem prefira levar uma câmara extra ao invés do kit reparos, para garantir uma reposição mais rápida, mas isso depende de à quanto espaço na mochila você tem. Boas luzinhas para garantir que você está sendo visto à noite também são fundamentais.

  2. Não estar preparado para a chuva. Nem sempre é agradável pedalar na chuva, mas é simples garantir que isso não atrapalhe sua chegada ao trabalho – deixar uma capa de chuva sempre no fundo da mochila resolve. Se for possível, deixe também uma camisa extra, uma toalha pequena e uma meia seca no escritório.

  1. Não lubrificar a corrente: Além de fazer um barulho chato rangendo (o que pode te incomodar durante o caminho todo), uma corrente seca é um caminho certeiro para o desgaste rápido das peças da relação, o que pode custar manutenções caras.

  1. Bike fit errado. Antes de tudo, é preciso pedalar em uma bike que seja do tamanho apropriado para você. Depois disso, a altura do selim é o item mais fácil de ajustar – pedalar com o selim na altura errada pode provocar dor nos joelhos e nas costas, e, com o passar do tempo, te fazer desistir de ir de bike para o trabalho. A altura do selim deve ser regulada para que, ao pedalar, a perna esteja quase (mas não totalmente) esticada quando o pedal estiver mais próximo ao chão.

5. Não calibrar os pneus corretamente. Além de prejudicar o desempenho da sua pedalada, fazendo com que você desperdice energia, pneus murchos têm mais propensão a furar. Invista em uma boa bomba de pé para poder recalibrar em casa, de preferência uma vez por semana. A pressão que você deve pôr nos pneus está escrita na lateral dos mesmos.

  1. Não saber trocar um pneu. É claro que existem bicicletarias, borracharias e pessoas com boa vontade em alguns lugares do mundo, mas não necessariamente entre a sua casa e o seu trabalho. Para garantir sua autonomia, aprenda a trocar um pneu. Você vai precisar trocar dois ou três até se sentir confiante. Gaste um pouquinho do seu tempo treinando esta habilidade em casa, ela é bem básica e pode garantir que você chegue àquela reunião importante a tempo.